Como ter mais ideias para produzir novos conteúdos

“Todo trabalho criativo é construído sobre o que veio antes. Nada é totalmente original.”

(Austin Kleon, “Roube como um artista”) 

Você se sentou para escrever. Está um dia lindo lá fora. Na sua mesa reina um silêncio absoluto. Nada pode te deter. Tudo parece conspirar a seu favor. Você se sente inspirado enquanto estala os dedos das mãos. Mas abre o seu editor de texto e aquela folha em branco… Bem, daquela folha em branco, não sai nenhuma p8&%#@ de uma ideia… 

Você abre o seu blog ou o blog do seu cliente e tem a sensação de que não sabe sobre o quê escrever mais… Você abre o Google e tem a sensação de que tudo sobre aquele tema já foi escrito. Sim, ninguém te disse que gerar conteúdo seria fácil, não é mesmo? Mas como lidar com essa sensação de que você não tem novas ideias para produzir novos conteúdos? Se você está nesse sufoco, confere as dicas que separei nesse post! 

Permita-se pensar como um idiota

Se você quer ter mais ideias para criar novos conteúdos, a primeira coisa que precisa fazer é tirar esse peso das suas costas de ser o Sr. ou a Sra. Originalidade, ok? E como fazer isso? Pensando como um idiota!

Acredite, a idiotice é uma fonte inesgotável de criatividade e costuma gerar melhores resultados do que aquele terrível compromisso de escrever um conteúdo inovador e brilhante. Por isso, não menospreze a sua capacidade de pensar de forma idiota e até brinque com ela várias vezes ao dia. Talvez, você se descubra até mais feliz fazendo as pazes com a sua própria idiotice…

Quando me vejo diante da tarefa de produzir novos conteúdos e me sinto sem muitas ideias, costumo fazer um exercício super idiota que consiste em me afastar do computador, pegar uma folha e começar a escrever coisas idiotas sobre aquele tema e mais tudo o que estiver na minha cabeça. Acredite, isso é o primeiro passo para que grande ideias comecem a brotar.

Pensar como um idiota, no entanto, não significa escrever como um idiota e muito menos escrever conteúdos idiotas. Pensar como um idiota é parte do processo criativo e, deve ser encarado como tal, de forma de desbloquear a sua criatividade.

Você deve roubar como um artista 

“Roube como um artista” é um livro escrito pelo Austin Kleon e sem dúvida é um dos livros que mais me ensinou sobre criatividade, incluindo criatividade para gerar conteúdo. No livro, Kleon ensina com muita clareza a diferença entre plagiar algo e recriar em cima de algo, um ponto crucial que diferencia uma cópia de uma inovação. O que ele nos ensina é que para criar algo, você precisa de um ponto de partida e, ter como ponto de partida um conteúdo que já existe, não é nenhum problema.

Para saber roubar, no entanto, você precisa aprender a identificar aquilo que vale a pena roubar, você precisa estudar o roubo, você precisa se dedicar.

Para criar um conteúdo ruim, acredite, tudo o que você precisa ser é preguiçoso. Para criar um conteúdo bom, você precisa ter aquele sentimento de “eu quero ser assim quando crescer” e simplesmente começar a imitar, incessantemente, até que isso se torna algo genuinamente seu. Isso é o que resumidamente constitui o roubo, na visão do autor.

Quem gera conteúdo possui muito preconceito com essa palavra “roubo”, pois acreditar que roubar é copiar frases, escrever algo idêntico, é plagiar… No entanto, roubar pode significar reescrever algo com admiração, do seu jeito e sem querer, a partir disso, criar algo novo. Busque roubar com carinho, sua criatividade para gerar conteúdos vai agradecer. 

Você pode revisitar e recriar sobre temas que você já abordou… (E isso não é um problema! )

Se você tem um projeto de longa data, ou escreve sobre um único tema, um dia você vai precisar lidar com aquela terrível sensação de que você já escreveu exatamente tudo o que poderia ter escrito sobre aquilo… Essa sensação é matadora e faz a gente se sentir muito, mas muito frustrado com um projeto que um dia pode ter sido chamado de “projeto da nossa vida”.

Porém, eu tenho um segredo para te contar: sabe aquele post que você escreveu em 1900 e guaraná com rolha? Pois é, só você se lembra dele e não os seus leitores… É possível sim recriar sobre temas que você já falou e não encare isso como um problema. Se você é realmente muito apegado ao seu conteúdo e se sente incapaz de fazer isso, que tal contratar um redator que possa te ajudar nessa tarefa? 

Tudo já foi escrito… Mas não foi escrito por você!

 Sim, o Google nos revelou algo muito drástico sobre a nossa criatividade: muita gente já falou sobre aquilo que queremos falar. Sabe aquela ideia super original para um conteúdo? Pois é, é muito provável que você dê uma googlada e lá esta ela, escrita no blog de um outro autor… Mas não, isso não é motivo para o desespero. Nem para achar que esse tema não deve ser escrito ou abordado por você. Cada um tem uma forma bastante única de abordar um tema, o que significa que, não importa se muita gente já falou sobre ele, ninguém deve ter falado como você.

Pouca gente se dá conta de que o que move as pessoas é algo feito com paixão e com necessidade. Se você realmente quer escrever esse conteúdo, ainda que ele já tenha sido escrito por outra pessoa, vá lá e faça. Se essa paixão e essa necessidade forem reais, você tem boas chances de escrever algo incrível. 

Não tenha medo de falhar 

Um dos maiores inimigos da criatividade e que impede muitas pessoas de fazerem algo que querem fazer na vida é o medo. O medo é algo muito útil e importante para várias coisas, mas para a criatividade ele é um problema.

Toda vez que você quer escrever algo genial, por traz disso pode estar seu medo de falhar. Por isso, esse compromisso com a genialidade pode tornar-se uma pedra enorme no seu caminho, que te impeça de ter novas ideias para produzir e para criar. Pare, portanto, de se comprometer com essa ideia. Pare de ter medo de escrever algo que não seja bom o suficiente. Simplesmente escreva!

A criatividade sempre vai nos provocar medo. E quando você se sentir sufocado com aquelas ideias pesadas na sua cabeça que nunca vão para o papel, apenas diga para o seu medo: “ok, cara! Vai ser uma merda se esse texto sair essa bosta, mas eu só preciso começar a escrever, ok?” 

Nem os maiores gênios da humanidade tem o compromisso de serem geniais. Pegue leve, respire fundo, faça um café, sente no seu teclado e deixe que suas novas ideias cheguem!

O que você faz quando não consegue ter ideias para novos conteúdos? Essas dicas foram úteis para você? Deixe seus comentários abaixo e compartilhe sua experiência!

 

2 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *