Será que seu conteúdo tem qualidade?

Quantas vezes você não escutou por aí que resultados em marketing digital decorrem de um conteúdo de qualidade? Porém, sejamos sinceros: será que você já parou para pensar na prática o que significa “conteúdo de qualidade”? Será que você, no seu dia a dia como redator, gerando conteúdo para o seu blog ou mesmo para os canais online do seu negócio, foi a fundo nessa questão? Se você nunca fez isso, esse post tem a missão de ter dar algumas pistas, ajudando você a dar aquele “up” nos conteúdos que você anda jogando por aí, nesse mar de informações chamado internet! Separei aqui algumas dicas que podem te ajudar a elaborar – e também identificar – esse tal “conteúdo de qualidade”. Vamos?

Tenha uma estratégia

Assim como o termo “conteúdo de qualidade”, é comum ouvir indiscriminadamente se falar em “resultado”. No entanto, o que é resultado, não é mesmo? Ou melhor, o que é conteúdo de qualidade capaz de gerar resultado?

É preciso ter em mente que, para gerar resultado, é necessário ter antes uma estratégia para se chegar até ele. Um conteúdo de qualidade é aquele que está vinculado a essa estratégia.

Para montar uma boa estratégia você precisa conhecer o que sua audiência anda buscando sobre os temas vinculados ao seu canal online e buscar relacioná-los ao objetivo do seu blog, negócio, ou mesmo ao objetivo do seu cliente.

Para quem não usa o Planejador de Palavras Chave do Google, aí vai uma boa dica que pode ajudar você a entender quais são as palavras mais relevantes para o seu conteúdo, além direcioná-lo para melhores posicionamentos nas ferramentas de busca. Outra ferramenta bacana é o Google Trends, que demonstra as tendências de buscas por temas e também por palavras. Recentemente descobri o Buzzsumo, uma rede de pesquisa onde você pode encontrar sobre os conteúdos mais compartilhados na web, relacionados a um determinado tema.

Dentro do seu próprio blog você também pode contar com plugins ou ferramentas próprias que permitem avaliar quais os temas mais buscados e posts mais lidos. Isso já é uma boa pista para você direcionar a sua estratégia de conteúdo.

Conecte-se com a sua audiência

Outro fator muito importante que interfere na qualidade de um determinado conteúdo é a conexão com a sua audiência. Para quem, afinal, você escreve? Você já parou para pensar quais são as principais dúvidas do seu leitor? Quais os assuntos ele gostaria de ler? Que tipo de conteúdo é relevante dentro do seu dia a dia? Que tipo de conteúdo pode impactá-lo?

Há várias formas de você pesquisar e conhecer sua audiência e, a boa notícia é que existem muitas ferramentas na internet que te ajudam a identificá-la. Com uma página no Facebook, por exemplo, você já consegue ter uma boa ideia de dados básicos sobre a sua audiência como gênero, faixa etária, quais cidades e países vivem, entre outros. As plataformas de blogs, como o WordPress, também contam com ferramentas que possibilitam avaliar esses dados.

Para identificar e se conectar melhor com a sua audiência, outra ótima dica é criar uma persona capaz de simbolizá-la. Imagine as principais características da sua audiência e crie um personagem para ela, isso pode ajudá-lo a escrever de forma muito mais assertiva e pessoal, o que certamente irá beneficiar seu conteúdo.

Faça sempre uma boa pesquisa

Antes de sair escrevendo, faça uma busca sobre o que já foi escrito sobre o tema que você pretende trabalhar. Isso vai ajudá-lo no quesito originalidade e também a ter um parâmetro sobre que tipo de informação esta vinculada a esse tema. Além do Google, utilize outras fontes que vão desde buscadores menos conhecidos (Safari, DuckDuckGo, etc), até o Youtube, Pinterest, Slideshare e outros.

É importante evitar a preguiça. Ao fazer sua pesquisa anote os principais argumentos que vem sendo usado por outros autores. No que você pode melhorá-los? O que ainda não foi escrito sobre eles? Mesmo que o tema já tenha sido hiper explorado, não duvide da sua capacidade de escrever da sua maneira e saiba que o seu jeito de comunicar também é um diferencial.

Outra questão é dar a devida atenção às fontes. Se você vai escrever sobre um conteúdo técnico, como o jurídico, por exemplo. Cheque a legislação nos sites oficiais das casas legislativas tais como a Câmara, o Senado, Assembleias Legislativas e Câmaras Municipais, por exemplo.

É possível ser carismático com seu conteúdo e com isso conseguir uma boa audiência, mesmo que seu nicho ou seu tema já tenha sido muito explorado.

Organize seu conteúdo 

Um bom conteúdo precisa conduzir o olhar do leitor. Por isso, é importante checar se ele é bem distribuído, se as palavras chave ou principais frases estão negritadas e ainda se os principais temas trabalhados estão divididos no texto, deixando-o escaneável. Procure escolher uma fonte de bom tamanho, evite fundos escuros que dificultam a leitura também.

Dentro da ideia de um conteúdo organizado, as imagens podem ser um bom recurso para chamar a atenção e organizar cada tópico, tornando o conteúdo ainda mais atrativo. 

Sempre que termino de escrever um conteúdo costumo dar o zoom mínimo para enxergar como texto esta distribuído na página e se, através de uma batida e olho, já sou capaz de identificar frases ou palavras que expressem diretamente o principal deste conteúdo.  Essas palavras ou frases devem estar linkadas com o sentido do título sempre. Ah! E para finalizar, não se esqueça de elaborar um título que te deixe curioso sobre o texto que ele veio apresentar. 

O que é conteúdo de qualidade para você? Quais são os elementos de um conteúdo que fazem com ele se torne único? Essas dicas te ajudaram? Deixe seus comentários abaixo e compartilhe sua experiência!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *